40a. Plenária do CAU/BR: “reserva técnica” é condenada pelo Código de Ética e Disciplina do CAU.


Do site http://www.caubr.gov.br

A crítica à prática da “reserva técnica”, condenada pelo Código de Ética e Disciplina do CAU, foi um dos assuntos marcantes da 40ª. Plenária Ordinária do CAU/BR realizada em Brasília nos dias 28 e 27/03.

Mesmo não constando da pauta, os conselheiros chamaram a atenção para a atualidade da denúncia da prática no momento em que o país vive uma grave crise ética.  A comissão paga aos profissionais por fornecedores que eles indicam aos clientes para a compra de produto, insumo ou material, foi equiparada às propinas dadas por empreiteiras a funcionários públicos, como ocorreu na Petrobrás. O projeto do novo Código Penal inclusive trata do assunto, ao condenar a corrupção entre particulares.

Vários CAU/UF têm promovido campanhas contra a prática, a favor da valorização profissional,  e recebido denúncias concretas, conforme relato da Comissão de Ética e Disciplina. Em um caso de São Paulo, a denúncia foi feita por um fornecedor que se recusou na pagar pela “reserva técnica” cobrada por um profissional.

É consenso que a “reserva técnica”, além de  comprometer a imagem da profissão, impacta na qualidade do trabalho dos arquitetos e urbanistas.

Não custa lembrar o artigo do jornalista Paulo Markun sobre o tema, reproduzido pelo blog há algum tempo:

https://arqdaltonico.wordpress.com/2013/09/14/reserva-tecnica-por-paulo-markun/?preview=true&preview_id=1009&preview_nonce=07d790b14b

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s