3 Ferramentas surpreendentemente essenciais ao arquiteto moderno


traduzido livremente do texto publicado por Dylan Chappell . texto original no link http://www.houzz.com/ideabooks/12055966/list/3-Surprising-Essential-Tools-for-the-Modern-Architect

O que você acha que os arquitetos fazem o dia todo? A maioria das pessoas imagina alguém sentado em frente a uma prancheta, com lápis, borracha e esquadro, desenhando até altas horas da noite, dando vazão ao seu gênio criativo como os grandes artistas de outrora. Contrariando este estereótipo, a maior parte dos escritórios substituiu as pranchetas à moda antiga por computadores de última geração e softwares que podem, de várias maneiras, superar o desempenho do velho papel e lápis. Mas a tecnologia sozinha não é o bastante.

c.1930 Vintage French Architect's Drafting Table

As construções atuais possuem um nível de evolução tecnológica sem precedentes, cada vez mais economizando energia, oferecendo mais funções em menores espaços e promovendo um estilo de vida mais saudável. E as formas como os arquitetos estão projetando e construindo também estão mudando.

Mas antes de entrarmos na computação gráfica, modelos 3D e renderizações fotorrealísticas, há algumas qualidades fundamentais que um arquiteto deve ter, pois mesmo o software ou equipamento mais avançado não pode compensar sua ausência. Certas habilidades testadas pelo tempo podem fazer a diferença entre um arquiteto bem-sucedido ou fracassado.

Ouvir. Saber ouvir pode ser a habilidade mais importante na caixa de ferramentas de um arquiteto. Quando eu me formei, tinha o sonho de ser um projetista fantástico, mostrando e ensinando às pessoas o que seria um bom projeto.

Bem, aquelas idéias iniciais (e ingênuas) logo ficaram pelo caminho assim que aprendi que ser um grande arquiteto não tem a ver com  convencer as pessoas de que minhas idéias são ótimas, mas com a habilidade de ouvir, entender e traduzir suas ideias no espaço adequado a elas. O cliente procura cada vez menos aquele profissional com nome, mas com um nível de arrogância e autossuficiência proporcional à sua experiência.

Desenhar. Mesmo com toda a tecnologia atual, nenhum arquiteto deveria ficar sem um caderno de croquis ou um bloco de notas. Ser arquiteto é um compromisso eterno com o estudo, a descoberta e a experimentação de espaços e edifícios. Você nunca sabe quando você vai se deparar com um detalhe, um encaixe ou um produto perfeito. Mas tendo sempre à mão um caderno de desenho, poderá registrar e se lembrar de tudo.

 

Embora o caderno de desenhos de um arquiteto possa conter desenhos impressionantes, ele deve ser usado principalmente para acompanhar ideias e desejos dos seus clientes, para registrar produtos, detalhes, comentários, coisas “a fazer”, problemas a resolver e respostas criativas. Ouvir bem e tomar notas detalhadas são a fundação de qualquer bom projeto.

Experiência. Um arquiteto experiente é o ingrediente chave para um projeto bem sucedido. Mas a experiência só vem com tempo e comprometimento. Não estou dizendo que apenas os arquitetos de cabelos grisalhos são confiáveis, mas o cliente deve se certificar o arquiteto tenha feito projetos similares ao seu. Se o cliente vive numa área onde o processo de aprovação de projeto é complexo e demorado, deve ter certeza que seu arquiteto conhece bem as regras e não vá gastar seu tempo e seu dinheiro “aprendendo” a projetar.

Um arquiteto experiente não deve dominar somente regras locais, estilos vernaculares e as diretrizes de projeto, mas deve ser bem viajado. Grandes espaços arquitetônicos não são somente construções, mas algo que você realmente vivencia. Não há melhor maneira de compreender espaços do que viajando e conhecendo o mundo.

Toda a tecnologia do mundo não será capaz de auxiliar um arquiteto a criar bons projetos sem as três qualidades essenciais acima.

Entretanto os softwares estão disponíveis para ajudar o arquiteto moderno a criar mais ideias, melhorar as técnicas de comunicação e a fazer apresentações de “cair o queixo”. Contratar um arquiteto que tenha uma boa base técnica complementada pelos recursos tecnológicos contemporâneos significa que o cliente tem grandes chances de ser agraciado com bons projetos, mais alternativas e a certeza do que está se contratando antes de se construir.

 

Um comentário sobre “3 Ferramentas surpreendentemente essenciais ao arquiteto moderno

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s