A Utopia do Bar Perfeito


Dedico especialmente este post aos meus alunos do Master em Arquitetura do Ipog, com quem compartilho um texto de autoria de Xico Sá, publicado originalmente em http://xicosa.blogfolha.uol.com.br/, que aborda de modo interessante o que os clientes dos nossos clientes realmente esperam de um bar.

“Para dizer toda a verdade, o bar perfeito não existe”, sopra, ainda de cara, um cronista do ramo, ele mesmo, o inimitável mineiro, carioca e botafoguense Paulo Mendes Campos, nuestro PMC.

No que adentra a taberna o Antonio Prata, paulista, corintiano, cronicamente mais jovem. Sacode o coreto: “Eu sou meio intelectualmeio de esquerda, por isso freqüento bares meio ruins”.

O bar é o lar doce lar da crônica, essa vira-lata da literatura digna de iluminados vagabundos e mariposas idem. Cada um de nós temos os nossos estabelecimentos preferidos e tentamos decifrar, geração a geração, o que seria um decente pé-sujo.

PMC disse que um bar legal precisa apresentar cinco qualidades fundamentais:

1)   Boa circulação de ar;

2)   bom proprietário;

3)   bons garçons;

4)   bons fregueses e

5)   boa bebida.

A teoria está na crônica “Por que bebemos tanto assim?”, página 38 da coletânea “O amor acaba” (ed. Companhia das Letras).

PMC explica, então, como não existe o bar perfeito:

“Quando o garçom é um flor de sujeito, o dono do bar costuma ser uma besta; se os fregueses são alcoólicos esclarecidos, o ambiente às vezes é quente e abafado; vai ver um excelente e confortável bar refrigerado, e boa porcentagem de uísque é fabricada no Engenho de Dentro”.

Realmente, amigo, é difícil um botequim fazer a quina pleiteada pelo cronista. Por enxerimento na crônica alheia, acrescentaria mais dois critérios: preço bom/justo e choro.

Não respeito bar que garçom não chora na dose. É mais uma instituição nacional que está sob ameaça. Sei que a culpa pode ser debitada ao item 2 da lista de PMC: falta de bons proprietários.

Para o mulherio, um bom banheiro também entra no código das exigências. Justíssimo.

Enfim, não deixaremos de buscar o bar perfeito.  Conto, nesta sagrada missão, com o palpite dos amigos.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s